next »
Stop crying your heart out

Quando vou ver, já contei minha vida pra primeira pessoa que me deu um pouco de atenção. Já tô rindo alto no restaurante porque não me controlei e fiquei feliz demais. Já escrevi um texto sobre o fulaninho da terça passada… E quando vou ver, lá se foi a mulher misteriosa que eu gostaria tanto de ser. Porque eu jamais poderia ser uma. Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina… E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar… Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil…e choro também. Tati Bernardi


Sobre mim atualmente eu não sei, não sei exatamente o que dizer quando me perguntam como eu estou, ou como estou indo. Dramático, talvez. Porém, quem sente sou eu.

Mark Hr.   (via inverbos)

(Source: terminar, via inverbos)



578

A gente entende que saudade, além de não se traduzir, também não se cobra. Que presença e importância não se impõe.

Tati Bernardi   (via caluniad0r)

(Source: melhorescoisas, via exxpiate)



Amor para mim é coisa séria. Acho que não deve ser dito um “eu também” se não vem do fundo.

Clarissa Corrêa.  (via inverbos)

(Source: clarissacorrea, via inverbos)


Eu não gosto de você. É muito importante que isso fique bem claro. Não porque sou boa e não quero te iludir, mas porque preciso sempre deixar claro quando não gosto de alguém.

Tati Bernardi. (via inverbos)

(Source: auroriar, via inverbos)




Tomara que daqui alguns anos eu esteja em um iate no Caribe, bebendo vários drinks e rindo disso tudo 

(Source: wajestade, via comediainteligente)